Lei do Tempo e Arte na Nova Era

Escrito em: 6 de Janeiro de 2013 por Gisele de Menezes

Fazemos parte do Movimento Mundial de Mudança do Calendário Gregoriano para o Sincronário de 13 Luas de 28 dias há algum tempo! Quando ministramos cursos da Lei do Tempo, é com grande satisfação que constatamos o quanto essa informação toca o coração das pessoas. Como parte do conteúdo do curso, o roubo do tempo é exposto e, em um primeiro momento, algumas pessoas ficam indignadas com isso, pois percebem o quanto o contexto em que estão inseridas é desarmônico e pode ser o causador de tantas doenças sociais, ambientais e individuais. No segundo momento, com os olhos brilhando, transbordam de amor pelo Planeta e o Ser Criativo começa a se manifestar.

Porque essa exposição é importante? Pulsamos na intenção de que todos possam, a partir de um claro entendimento da diferença entre o tempo artificial – 12:60, que rege a humanidade hoje, e do tempo natural – frequência 13:20, posicionarem-se dentro do drama cósmico e enxergarem suas responsabilidades como atores principais. A partir do claro entendimento da contagem natural e perpétua do tempo e da prática diária, todos sentem o pulsar do Tempo Natural e a Paz que brota desse ponto. Esse ponto é onde incentivamos a Meditação da Mente Natural.

Somos testemunhas de uma Magia que acontece nos cursos. A transformação de cada um e de suas vidas! Muitos mudam os hábitos alimentares, diminuindo o consumo de produtos de origem animal e de açúcar branco, trocam ou largam seus empregos, passam a desenvolver projetos comunitários, se engajam em atividades pelo meio ambiente, encontram novos amigos, param de tomar remédios, saem de depressões, enfim, abandonam os pequenos problemas criados pelo ego em desarmonia e passam a valorizar o que é realmente importante e maior –  entrar em contato com a biosfera e buscar integrar-se com a mente planetária.

Pois bem, estamos em um movimento que tem como foco a mudança do calendário, entretanto vejo que é justamente esta parte a mais esquecida. Como dito pelo Dr. José Arguelles – Valun Votan, em seu livro O Tempo e a TecnosferaA Lei do Tempo Nas Relações Humanas, sem adotar o Sincronário de 13 de 28 dias, não tem como viajar no Tzolkin (matriz de 260 unidades, módulo harmônico do tempo), que está unido de forma sincrônica com o conhecimento da Lei do Tempo. Sem a união do Tempo Cíclico com o Tempo Sincrônico, a viagem no Tempo Terra fica limitada.

O Sincronário de 13 luas é a base da Lei do Tempo. É esse instrumento harmônico de contar o tempo que pode vir a pacificar nossa mente, dando-nos um sentido de eternidade, pois é perpétuo. Um exemplo, todos os dias 1, 8, 15 e 22 do mês (qualquer um dos 13 meses), cairão sempre no primeiro dia da semana (cada mês tem 4 semanas de 7 dias) e assim por diante… Sendo essa prática uma excelente maneira de nos entregarmos ao hemisfério direito de nosso cérebro, onde residem as Artes, a Criatividade, a Verdade e a Intuição.

Sabemos que o que encanta as pessoas é sua assinatura galáctica (Kin), a onda encantada de 13 Kins, e esse encantamento deve continuar, pois é fluido e realmente mágico. Entretanto é preciso manter vivo os básicos. Precisamos estar sempre frescos, novos em folha, vivendo o tempo cíclico e termos consciência de que uma grande maioria de pessoas pouco sabe ou nunca ouviu falar disso. Assim, antes de batizar alguém (pegar sua data de nascimento e dizer-lhe qual é seu Kin), devemos explicar para essa pessoa o que são as 13 Luas de 28 dias, o dia-fora-do-tempo (fator de sincronização) e sua regularidade e harmonia perante a irregularidade e desarmonia do calendário que a humanidade segue. Lembramos que para isso necessitamos de poucas palavras e podemos indicar o site do movimento calendariodapaz.org, ou algum facilitador da Lei do Tempo que está relacionado no site e é ativo em sua bio-região.

Considerando a necessidade básica de vivermos em um Tempo Natural e a falta de inteiração de alguns Kins que vivem encantados com o Tzolkin, talvez isso se justifique por uma desmotivação ou descrença com a realidade voraz do sistema em que estamos inseridos. Ou ainda, porque essa mudança já foi tentada pelo próprio Dr. José Arguelles sem sucesso, afinal de contas já estamos em 2013… Talvez quem faça parte do movimento (ou não, mas se sintoniza com ele e tem conhecimento) precise se “resetar” e sentir que Valum Votan – Dr. J. Arguelles, plantou muitas sementes acreditando no florescimento delas em algum momento da eternidade. Ele fez incessantemente a sua parte e nos deixou um tesouro galáctico que tem o sabor do entusiasmo e da esperança. Se não estamos fazendo a mudança, o que estamos fazendo? Esperando o mundo acabar?

Escrevemos o texto acima com a consciência de que a mudança interior é a mais importante. Sabemos que existem pessoas vivendo submersas no 12:60 e que vibram no Amor e na Paz, são vencedores e tem suas mentes fortes. Agora, imaginem essas mesmas pessoas contando um Tempo Perfeito de 13 Luas de 28 dias mais 1 dia-fora-do-tempo!

Para efeito de curiosidade, saibam que o nosso Sol gira em torno dele mesmo 13 vezes em um ano e que cada giro leva aproximadamente 28 dias. Ainda lembrando que o ciclo feminino (Lua) tem 28 dias e dentro de 1 ano solar, acontece por 13 vezes. Nosso Encerrador do Ciclo, Dr. José Arguelles – Valum Votan, por ser conhecedor de sua mente, deu exemplo de impecabilidade ao acordar diariamente por volta de 2:30 da manhã para meditar e iniciar suas práticas. Isso, para nós, indica que ele, além de todo conhecimento e informação que recebia, tinha humildade e prática espiritual exemplar.

Precisamos, como movimento, ter a meta da mudança em comum, mantendo-nos plenos nessa base e dentro do possível aprofundando-nos mais e mais nos estudos, sem perder o foco, a base. Devemos ter plena disposição de explicar o básico a qualquer tempo, para as pessoas que não conhecem o assunto e pelo qual se interessam. É relevante que estejamos unidos em torno deste objetivo, ou perdemos nosso movimento. Acreditamos do fundo de nossos corações nesse movimento!

Convidamos você a conhecer mais sobre o Movimento de Paz e Mudança do Calendário para o Sincronário de 13 Luas de 28 dias e fazer a sua parte entrando aqui nesse link, assinando e compartilhando!

Essa é mais uma tentativo por um Novo Tempo!

In LAk’Ech

Tags:

3 comentários em: Lei do Tempo e Arte na Nova Era

  1. Olyani Braga Villarino: 19:52hs de 14 de Janeiro de 2013

    Vá em frente amiga, para que o calendário mude as pessoas teram que se familiarizar com o assunto.

    Responder
  2. Renato Márquez Souza: 16:01hs de 15 de Fevereiro de 2013

    Gostaria de conhecer melhor e receber Mais informação sobre o calendário , caminhante do céu lunar vermelho a sua disposição

    Responder
    • Gisele de Menezes: 18:20hs de 15 de Fevereiro de 2013

      Saudações de Paz Renato! É sempre uma alegria receber pessoas nesse conhecimento libertador. Peço-lhe que entre em contato pela opção “contato” neste site e seguimos com as informações. Em União

      Responder

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  • Etiquetas