O Espírito do Tempo

Escrito em: 20 de Fevereiro de 2011 por Gisele de Menezes

Da mesma maneira como o ar é a atmosfera do corpo, o tempo é a atmosfera da mente; se o tempo no qual nós vivemos consiste de meses irregulares e de dias regulados por minutos e horas mecanizados, é nisso que a nossa mente se transforma:
numa irregularidade mecanizada.
Visto que todas as coisas resultam da mente, não é de admirar que a atmosfera na qual
vivemos no dia-a-dia torne-se cada vez mais poluída.
E a maior reclamação é:
‘Eu simplesmente não tenho tempo bastante!’
Quem possui seu tempo, possui sua mente.
Possua o seu próprio tempo e você conhecerá a sua própria mente. – José Argüelles

– Ainda temos Tempo?

– Tempo é Agora.

– Temos o Agora?

– O Agora é força de 4ª dimensão, entrelaçada na 3ª dimensão que é o Aqui, o físico, onde tocamos, vemos, ouvimos, sentimos, pensamos, criamos e Respiramos. A 3ª e 4ª dimensões, uma vez entrelaçadas em infinito perfeito, agregam em Harmonia todas as outras dimensões. Este é o movimento natural e fluido da grande espiral da vida.

Para clarear um pouco as afirmações acima, entenda a 2ª dimensão como a dos elementais. Tudo o que trazemos do subsolo de nosso planeta e manipulamos. Por exemplo, o petróleo, que no seu lugar, nas profundezas do corpo da Mãe Terra, é vivo mas com outra pulsação, outro entendimento de Tempo e está lá, fazendo parte do planeta vivo, no escuro e oculto da Terra. Trazemos para cima, é pesado, pois como já disse pulsa no escuro. Abarrotamos a superfície iluminada com material denso e obscurecemos a Luz. Fazemos isso com nossa habilidosa mente inferior. A que habita o mundo físico 3d, onde precisamos de Fogo, Ar, Água, Terra e Éter para continuarmos vivos!

A senda para a 5ª dimensão, dimensão do Amor, aceitação, entrega, mente superior; dimensão do não-ego; é estar no Aqui e Agora.

Para que tenhamos o Tempo, precisamos olhar para cima, para as estrelas. Ao fazermos isso, desviamos um pouco o foco da 2ª dimensão, de onde estamos arrancando muita energia incompatível com a natureza da crosta terrestre. O foco no materialismo, está nos aprisionando e ameaçando a Harmonia de todas as dimensões da Criação, todos os planos da existência. Nos privamos da liberdade quando estamos enfeitiçados pelas “maravilhas” que criamos na terceira dimensão sem considerar os “efeitos colaterais”.

Por conta de não conhecermos o Espírito do Tempo, desconhecemos o Verdadeiro Amor. O Amor é força de 5ª dimensão, pulsa mais leve, é qualidade do coração, está acima do denso, precisa só de Ar, Éter, Respiração, Alento, Espírito. É a qualidade de Grandes Almas que passam por aqui com o objetivo de nos auxiliar no processo evolutivo, é Amor desapegado. Ação que simplesmente quer o Bem para o Todo, que compreende que é parte individual do Todo.

Quão necessária é a compreensão da Lei do Tempo para acessarmos o Amor. Definitivamente – Tempo não é dinheiro. É Arte.

Tempo é Agora

O Agora é sempre. Não existe passado ou futuro que se distanciem do Presente. Tudo é Agora. Aqui no Presente podemos mudar e o passado toma outra forma. Se lembramos, é Agora. A sensação da lembrança pode ser modificada, isso é Alquimia. Uma vez que estamos conscientes podemos mudar o passado no presente, temos o poder no Agora. No Tempo vertical, ou Sempre Presente, observando o movimento com atenção, facilmente podemos saber o futuro. E mudar!

O Tempo é para ser respirado, contá-lo é desperdiça-lo. O Tempo é radial, é sempre, é eterno, é Presente.

O espaço físico sim pode ser dividido, porém o Tempo não pode ser dividido ou contado de forma tridimensional, algo como um círculo com doze fatias. O Tempo Terra, é orientado pelo nosso satélite natural, nossa consciência – a Lua.

O movimento Zeitgeist, mostra com clareza o que são as eras e explica nosso mergulho na materialidade. Ele abre a percepção e chama para uma grande mudança. Indico este movimento que já tem três filmes, porém faço aqui minha advertência: É importante que o Tempo seja conectado a eventos cósmicos. Esta é a chave para que nos libertemos dos vícios que nos aprisionam e não nos deixam mudar. Tempo é Arte, Agora!

AUM!

Tags:

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados com *

  • Etiquetas