Rio + 20 poderia ser Rio + 13:20

Escrito em: 22 de Junho de 2012 por Gisele de Menezes

A contagem Natural do Tempo, para quem não se lembra, é um ciclo solar com 13 Luas perfeitas de 28 dias + 1 dia-fora-do-tempo, sendo esse, o dia 25 de julho. Assim, no dia 26 de julho, que a Estrela Sírius nasce em máxima ascensão ao nosso Sol, podemos comemorar o primeiro dia do novo ciclo solar e estaremos alinhados ao Cosmos e a Mente Natural. Assim, nenhum maluco vai inventar calendário, sumir com a 13º Lua e nos viciar com mentiras.

A introdução acima está baseada nos estudos e vivências do Dr. José Arguelles e sua descoberta da Lei do Tempo – uma frequencia Natural de medição, que estabelece que Tempo é Arte. O Tempo é a quarta dimensão e tem que ser compreendido pela mente, para que esta se harmonize e se estabeleça em seu potencial criador, na quinta dimensão. Frequencia 13:20

Pode parecer um pouco complicado, mas o que é mais complicado e caótico do que o momento em que nos encontramos? Que outro momento na história da civilização foi tão devastador? Que outra civilização conseguiu colocar em risco a vida de toda a Esfera Provedora – Terra?

Se nossa mente não estivesse tão desregulada pela maneira errada de “contar”o Tempo, jamais aceitaríamos uma situação de risco para ficarmos mais bonitinhos, moderninhos, equipadinhos, sexizinhos, rapidinhos, agilizadinhos, sociaizinhos, cultizinhos, enfim, diferentes do Natural.

Por conta dessa dessincronização, hoje, na Rio + 20, desperdiçamos talvez nossa última chance de parar a máquina. Veja o apelo da organização Avaaz abaixo:

Mais de um milhão de pessoas pediram aos líderes mundiais que acabassem com os subsídios aos combustíveis fósseis na Rio+20 –uma medida óbvia que poderia reinvestir um trilhão de dólares em impostos, que atualmente são repassados para grandes empresas petrolíferas, em energia verde. Mas eles se recusaram a atender esse pedido, mesmo com o apoio da UE, os EUA e da maioria dos países do G20! As negociações terminam em 48 horas. Agora é a nossa chance de salvar a Conferência e o futuro do planeta.

A presidenta Dilma é a anfitriã do encontro e tem o poder de reabrir a discussão e exigir um cronograma para acabar com esses subsídios poluidores, mas ela está pensando em se esquivar com um texto vago apresentado por uma equipe de burocratas. Nós podemos impedir o Brasil de seguir por este triste caminho.

Dilma tem 2 dias para emergir como uma líder global nas discussões sobre mudanças climáticas.

 

Essas pessoas ativistas e acordadas, ainda sugerem alguns argumentos que nós aqui oramos para que funcione, veja:

1. Eu peço que você aja urgentemente: a Conferência Rio+20 está quase entrando em colapso e somente uma liderança forte pode salvá-la! 

2. Eu peço que você urgentemente fortaleça o texto da Rio+20 antes que ele se torne um acordo fraco. Países como Nova Zelândia, México e Suíça ainda estão trabalhando para conseguir um acordo melhor. Por favor junte-se a eles fazendo pressão por um comprometimento mais forte para acabar com os pagamentos feitos aos poluidores em 2015, redirecionando estes recursos para um futuro mais limpo e verde, e pressionando outros governos a fazerem o mesmo. 

3. Acabar com os subsídios aos combustíveis fósseis é a prioridade número 1 para a conferência da Rio+20. Dois terços das pessoas de todo o mundo que responderam a uma pesquisa de opinião da ONU disseram que os subsídios aos combustíveis fósseis devem ser a prioridade máxima da agenda de discussão dos Chefes de Estado. 

4. O acordo atual vai proteger quase 1 trilhão de dólares em subsídios governamentais que vão direto para as empresas petrolíferas, destruidoras do nosso planeta. Um resultado da Rio+20 que favoreça os poluidores, e não o povo, é um fracasso. 

Sinceramente, vejo o esforço da equipe Avaaz, mas não acredito que consigam parar a máquina voraz de destruição terrestre. Enquanto continuarmos cumprindo a agenda 12:60, nada feito! Pessoas, assinem, divulguem e participem de algum movimento pelo retorno a Contagem Natural do Tempo.

Paz para a Grande Mãe!

Tags:

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  • Etiquetas