Carnaval – Incitação ao Sexo

Escrito em: 12 de Fevereiro de 2012 por Gisele de Menezes

São os resquícios das eras escuras… …Triste! Estávamos decididos a manter silêncio. Não escutamos nada por aqui onde vivemos. As vezes sinto que já vivemos em um mundo melhor. Hoje, “terça-feira de carnaval”, estamos trabalhando e fazendo Arte normalmente. Fizemos nossa meditação, nossas contemplações, estamos em Paz! Entretanto, temos internet e o facebook, isso bem usado é bom. Lá estava e reflexão que colo abaixo e sinceramente oro para que muitas e muitas pessoas sejam tocadas pela sutileza e profundidade desse manifesto. Penso que ela tem o poder dos “séculos dos séculos“. Por Alfredo Nora, grande equivoco a campanha “use camisinha” tinha umas pessoas distribuindo camisinha na praia com o slogam na camiseta: neste carnaval use camisinha e se eu não quero fazer sexo nesse carnaval, pode? e se eu nem estou pensando nisso e todo o tempo eles me lembram? e se eu sou um adolescente que começa a se sentir fracassado porque não vai “comer ninguem” nesse carnaval? e se eu sou uma menina de 17, 18 anos que nem estava pensando nisso e começo a me questionar se eu deveria aproveitar a oportunidade do carnaval pra fazer sexo, já que pelo visto todos fazem, menos eu? e se … Ver mais…

Participe do Blog: Deixe um comentário

Tags:

Bandeira da Paz – Ano Novo Maia – dia-fora-do-tempo

Escrito em: 11 de Fevereiro de 2012 por Gisele de Menezes

    Passado, Presente e Futuro, guardados pelo círculo da Eternidade. Religião, Arte e Ciência, protegidos pelo círculo da Cultura. Estar no Oriente e a cada dia interagir com a cultura local, me faz pensar sobre: Onde é o Oriente? Se o povo do Norte do Oriente como os mongois ou ladaks são tão iguais ao povo do Ocidente como os índios americanos ou os bolivianos, então onde aconteceu a separação? Nossa idéia de separação é mais desastrosa do que podemos imaginar. No Oriente, ao conviver com muçulmanos, hindus, budistas e ladaks, ao escutar seus cânticos e sentir Amor em todas as crenças, sempre lembrava da Bandeira da Paz. Ficava extasiada ao escutar o canto que saia das mesquitas muçulmanas em vários horários do dia e noite.  O som dos gonpas tibetanos é igualmente divino e se parece muito com o som dos xamãs da Sibéria. Enfim, todos cantam a “boa nova”, todos acreditam em dias melhores, todos sofrem com este final de ciclo tão escuro e cheio de medos. Poderíamos estar unidos! Poderia a Bandeira da Paz cumprir sua função de proteger todas as Artes, Religiões e Culturas! Mas uma bandeira pode apenas lembrar os homens. E por que os … Ver mais…

Participe do Blog: 6 Comentários

Tags:

Ritual de Lua Cheia

Escrito em: 7 de Fevereiro de 2012 por Gisele de Menezes

Receber a Lua Cheia com Presença e Gratidão, pode abrir o caminho individual até nosso mais profundo Ser. Reconhecer a Lua como nossa Consciência, é deixar que desperte nossa idéia de responsabilidade aqui em nossa Mãe Terra. Dia de Lua Cheia é dia de reservar alguns instantes para a conexão com a Magia da vida. É dia de receber a energia perolada que escorre da Lua, entra em nós pelo alto de nossas cabeças, passa por nossos corações, floresce em nosso ventre e nos conecta com a Terra escorrendo por nossas pernas e pés descalços. Podemos fazer nosso ritual sagrado e saber que ao redor de nosso Planeta, outras mulheres também estão fazendo a sua cura. Mulheres curadas preparam-se para serem curadoras. Coloque um manto no sagrado chão, como quem cobre os ombros da amada Mãe Terra. Coloque outro sobre seus ombros e cabeça, sinta-se igual e contemple a Lua com reverência. Convide o Espírito do Fogo para se achegar, acenda uma vela ou uma pequena fogueira em um alguidar. Convide o Espírito da Água da vida para estar neste ritual. Encha com Água limpa um copo ou pote de vidro transparente e deixe em seu sagrado espaço. Convide o … Ver mais…

Participe do Blog: 9 Comentários

Tags:

Nicholas Roerich, José Arguelles, Bandeira da Paz e Tempo Natural

Escrito em: 23 de Janeiro de 2012 por Gisele de Menezes

Estamos em União pela Paz, pela Harmonia da mente e do Tempo Natural. Nicholas Roerich viveu pela Arte, pela Cultura e pela Paz! José Arguelles viveu pela Arte, pela Cultura, pela Paz, pelo retorno da Luz e pela Ponte Arco-Íris. Percebemos o espaço, o mundo ao nosso redor, através de nossos sentidos. O que vemos, ouvimos, provamos, sentimos e tocamos, define o espaço. O espaço é algo limitado aos nossos sentidos. Hoje temos tecnologia e sempre tivemos imaginação para ir mais além, mas temos que retornar de qualquer ponto para, através de nossos sentidos, compreendermos o espaço. Ninguém poderá dizer a você que o outro lado da rua está a mil passos, certo? E o Tempo? Quem percebe o Tempo? O Tempo é percebido pela mente. Se nosso instrumento de contagem do Tempo, que é o calendário gregoriano, é irregular, sem harmonia, sem lógica e sem fundamento científico, nossa mente corre um sério risco de ficar confusa, fraca e medrosa. Toda manifestação material advém primeiramente de uma criação da mente, certo? Então deve ser por isso que nosso mundo hoje é rodeado pelo caos social e ambiental. Como poderemos mudar esta situação? Com mais produção? Mais carros? Mais dinheiro? Mais … Ver mais…

Participe do Blog: Deixe um comentário

Tags:

Sou Mais Planeta

Escrito em: 7 de Janeiro de 2012 por Gisele de Menezes

Estamos prontos, todo o processo de ascensão está completo! Desde que me lembro temos recebido mensagens de mestres, grupos, ativistas, meditadores, irmandades, fraternidades, sonhos, visões, enfim, todos falam que viveremos uma Era de Ouro, de Luz. Esta Era é Agora. Que bom! E o que fazemos de concreto para que isso aconteça? Bem, de concreto mais nada, chega de tantos arranha céus. Por outro lado, podemos todos usar nossa telepatia já estabelecida e construir uma Ponte Arco Íris de Luz e Amor e envolver o Planeta do Polo Norte ao Polo Sul e do Polo Sul ao Polo Norte. Fácil assim. E é claro, enquanto você vai pulsando esse Campo de Amor, Gratidão, Compaixão e Harmonia, pode ir fazendo sua parte individual. Pode separar seus resíduos para que não contaminem a Água, cuidar para que suas atitudes não machuquem os animais, as crianças e todos os seres vivos, pode cuidar para consumir menos, comer menos, reclamar menos, desejar menos, esperar menos, sofrer menos; pode também compartilhar mais, caminhar mais, sorrir mais, amar mais, pintar mais, simplificar mais e, com estas pequenas e fáceis ações, certamente receberá desse campo de Amor que estará sendo sustentado pelo poder individual de cada um de … Ver mais…

Participe do Blog: 1 Comentário

Tags:

  1. Páginas:
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 6
  8. 7
  9. 8
  10. 9
  11. 10
  12. ...
  13. 23
  • Etiquetas