Equilíbrio ou Sucesso?

Escrito em: 12 de Março de 2010 por Gisele de Menezes

Quão difícil poderá ser, para uma pessoa da nossa sociedade, na plenitude do ano 2010, encontrar o caminho do equilíbrio? Quão difícil e caro também poderá ser o caminho do sucesso?

Os Mestres da Paz de todos os tempos, em suas silenciosas, humildes e iluminadas aparições, deixaram claro que o caminho do equilíbrio é trilhado com a acurada observação da mente. Disseram também, complementando o mesmo entendimento, que a Verdade está em nossos corações, que deste Templo interno fala nossa Alma e que para escutá-La, precisamos de silêncio. E ainda, como sonoro exemplo, estes Mestres singelos em suas vestimentas e moderados ao se alimentarem, eram movidos por atitudes simples.

Na sociedade em que vivemos, os mestres do “interessado” e atual sistema, são mestres barulhentos, soberbos, orgulhosos e brilhantes, mestres que estimulam seus seguidores a buscarem riquezas materiais, a ficarem atrativos, famosos, ligados e “eternamente jovens”.

Eles vendem uma idéia de felicidade condicionada à importância da informação fabricada sobre “tudo o que acontece” a nossa volta e em volta do mundo da fama. A fama pode ser qualquer coisa que nos faça sentir importantes e melhores do que alguma coisa ou alguém. Segundo seus exemplos, devemos estar atualizados mesmo que o resíduo de toda esta informação visual, auditiva, olfativa, sensorial e saborosa, entulhe irremediavelmente a nossa mente e nos tire a Paz.

Sem Paz e entulhados de informações residuais, perdemos o sono, ficamos ansiosos, frustrados, inflamados, corroidos por dentro e, para piorar, nos sentimos imensamente sós. Somos vítimas de nossas escolhas, ficamos doentes e dependentes de algum ou alguns tipos de drogas. De uma maneira geral, se seguirmos cegamente os exemplos que nos oferecem, daremos muito lucro ao sistema. Pobres seres humanos! Tem suas vidas desperdiçadas, mas são um bom negócio.

Vamos entender como isso acontece e como perdemos o controle facilmente sobre nosso verdadeiro poder.

Primeiro a tv, desde pequenos somos chamados a nos interessar por todo o tipo de lixo. Devemos nos acostumar com sabores artificiais, cores artificiais, cheiros artificiais, texturas artificiais e músicas barulhentas que não auxiliam em nada o silêncio necessário para o equilíbrio. Ainda nossos ídolos serão sempre os que vendem mais, mais lixo. Geralmente terão vida desequilibrada, mas isso também vende e dá fama.

Depois, ao aprendermos a ler, o que mais veremos em bancas de revistas será a fama, a riqueza e a luxúria. As capas da maioria das revistas que estarão à disposição dos pequenos olhares curiosos trarão pessoas artificialmente produzidas com sorrisos ‘colgate” , rostos e corpos esticados e inchertados e acessórios de “raro valor”. Estes famosos movimentadores do sistema consumista, ainda exibirão suas mansões e estarão sempre em locais barulhentos frequentados por outros famosos. As revistas ainda farão parecer que este é um reino encantado onde todos são felizes.

E o mundo virtual? Este tem o papel final ao oferecer conexão ampla e irrestrita para manter todos os “interessados”, fisgados desde cedo pelo sistema, desesperadamente envolvidos em aparecer.

Todos podem aparecer, porém dificilmente se enxergarão.

Por esta equivocada tendência, ao longo deste percurso, muitos não acessarão o equilíbrio. O equilíbrio não traz sucesso aparente, simplesmente e tão somente traz Paz e isso não dá lucro. A substância do sistema no qual somos inseridos desde que aqui chegamos é o desequilíbrio de toda a Natureza, que é exatamente o caminho oposto à Paz.

Na escola, o silêncio sequer é compreendido, não está no currículo como algo a ser conquistado e valorizado. Que bom seria se desde cedo fossemos educados a buscar dentro de nós, o reino dos céus! Que bom se ensinássemos nossas crianças a meditar! Poderia ser uma oficina muito prazeirosa observar a mente, quanta criatividade poderia ser acessada por mentes purificadas pela prática do silêncio! Na certa, o caminho que leva para dentro é oposto ao caminho do sucesso superficial, mas vai direto ao encontro da Natureza Divina, onde existe o perfeito equilíbrio.

Pense nisso.

Que a Paz esteja com todos!

Tags:

4 comentários em: Equilíbrio ou Sucesso?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  • Etiquetas