Arquivos da Tag: Sagrado Feminino

Os Deuses e a Deusa

Escrito em: 3 de Janeiro de 2021 por Gisele de Menezes

É preciso entender, a partir de um ponto pacífico, a bagunça que acontece aqui embaixo e que é simplesmente um reflexo de como é lá em cima. Aqui é o lugar onde, definitivamente, podemos fazer os reparos, se percebermos o ponto. Ver mais…

Nova Era de Harmonia, Compaixão, Paz e Amor Verdadeiro

Escrito em: 20 de Fevereiro de 2013 por Gisele de Menezes

Houve um Tempo de escuridão, entretanto havia a promessa de uma Nova Era de Luz. Haviam acordados trabalhando pela grande mudança. Existem Mestres guiando o processo evolutivo. Havia entre os homens e mulheres, expectativa, receio, esperança, mistério, insegurança, euforia, desejos, aversões, preferências… Havia também um modelo que se fez realidade e haviam guerras, fome, injustiças e desilusão. Poderíamos enumerar outros sentimentos, causas, consequencias e tudo o mais que criamos em um ciclo onde as trevas tiveram lugar de destaque. Podemos também fazer uma breve retrospectiva e lembraremos de grandes contrastes, afinal em todo o ciclo passado, enquanto uns se uniam em alegria, abundância e segurança, outros, no mesmo instante, experimentavam tristeza, escassez e desespero. O que foi essa Era de densidade? Como chegamos até aqui? Estamos, enquanto humanidade, entrando em uma Era onde experimentaremos a unificação, ou unicidade. Não teremos mais como guia, uma malha mental que entende tudo através da experiência da dualidade. Se pensávamos Paz, criavamos guerra ao simples fato de estarmos usando o “padrão dualidade” como um parâmetro. Isso se explica ao aceitarmos o fato de que todo o pensamento é criação. Você consegue pensar em Paz sem pensar no que é oposto a isso? Consegue desejar … Ver mais…

O Número 13 e o Tempo

Escrito em: 13 de Março de 2011 por Dragao Solar

De todos os instrumentos de medição que a humanidade usa, o mais aceito sem nenhum tipo de restrição é o atual calendário gregoriano! Como iniciou-se esta medição? – No ano 3113 a.C., no antigo Egito, em um momento limitante da história da humanidade, dividiram um círculo em doze partes de 30 graus cada e adicionaram mais 5 graus para fechar um ano solar de 365 dias. A partir daí, iniciou-se a contagem do Tempo tridimensional. Sobre esse assunto, podemos recolher mais informações no Manual dos Magos da Terra – Dr Jose Argüelles. A última e atual versão deste “brilhante” calendário, foi instituída pelo papa Gregório XIII e, daí, a denominação calendário gregoriano. Este calendário hoje, rege a vida sócio-econômica de todo o Planeta. O que não se leva em conta, é que o Tempo não pode ser comprimido em um espaço tridimensional. Que esta maneira densa de contar uma pulsação sutil, pode ter criado todas as nossas desarmonias. Uma maneira simples, lógica e natural de contar o Tempo é através das Luas. Temos 13 luas de 28 dias cada durante um ano ou anel. Isso equivale a 364 dias e, o dia que sobra, é para sincronizar o movimento da Terra com … Ver mais…

  • Etiquetas