Arquivos da Tag: Mente

Bandeira da Paz – Ano Novo Maia – dia-fora-do-tempo

Escrito em: 11 de Fevereiro de 2012 por Gisele de Menezes

    Passado, Presente e Futuro, guardados pelo círculo da Eternidade. Religião, Arte e Ciência, protegidos pelo círculo da Cultura. Estar no Oriente e a cada dia interagir com a cultura local, me faz pensar sobre: Onde é o Oriente? Se o povo do Norte do Oriente como os mongois ou ladaks são tão iguais ao povo do Ocidente como os índios americanos ou os bolivianos, então onde aconteceu a separação? Nossa idéia de separação é mais desastrosa do que podemos imaginar. No Oriente, ao conviver com muçulmanos, hindus, budistas e ladaks, ao escutar seus cânticos e sentir Amor em todas as crenças, sempre lembrava da Bandeira da Paz. Ficava extasiada ao escutar o canto que saia das mesquitas muçulmanas em vários horários do dia e noite.  O som dos gonpas tibetanos é igualmente divino e se parece muito com o som dos xamãs da Sibéria. Enfim, todos cantam a “boa nova”, todos acreditam em dias melhores, todos sofrem com este final de ciclo tão escuro e cheio de medos. Poderíamos estar unidos! Poderia a Bandeira da Paz cumprir sua função de proteger todas as Artes, Religiões e Culturas! Mas uma bandeira pode apenas lembrar os homens. E por que os … Ver mais…

Meditação Vipassana

Escrito em: 19 de Março de 2011 por Gisele de Menezes

Ao ser indagada sobre a vida, insatisfações e algumas outras questões profundas, decidi escrever sobre a experiência com a Meditação Vipassana. Que bom saber que o mundo esta cheio de guerreiros que buscam uma vida plena! A questão colocada, para mim, é a grande questão da vida, e, exatamente aí vejo o ensinamento do Senhor Buddha. Esse é o caminho de Dhamma. Por que não estamos satisfeitos com o presente como todos os outros seres viventes? Nossa mente é absolutamente maravilhosa, criadora e poderosa! Ora, conseguir olhar para isso é a verdadeira meditação, é o caminho da iluminação, da erradicação do sofrimento, portanto, quem busca e indaga não quer pouco, entretanto facilmente somos arrastados pela diversidade infinita de nossa mente. Olhar para ela com paciência e compaixão, vem a ser o grande mérito. Uma vez que conseguimos por uma hora diária, ou duas vezes ao dia por uma hora, sentar, calar, fechar os olhos para o mundo la fora e observar, vamos então descobrir a impermanência de tudo. A natureza é como é e não como gostaríamos que fosse. Aceitar esta lei da natureza é uma questão de humildade. Confesso que para mim, é um grande desafio. Buscando isso me entreguei por 11 dias em “retreat to meditate”. A técnica do … Ver mais…

Equilíbrio ou Sucesso?

Escrito em: 12 de Março de 2010 por Gisele de Menezes

Quão difícil poderá ser, para uma pessoa da nossa sociedade, na plenitude do ano 2010, encontrar o caminho do equilíbrio? Quão difícil e caro também poderá ser o caminho do sucesso? Os Mestres da Paz de todos os tempos, em suas silenciosas, humildes e iluminadas aparições, deixaram claro que o caminho do equilíbrio é trilhado com a acurada observação da mente. Disseram também, complementando o mesmo entendimento, que a Verdade está em nossos corações, que deste Templo interno fala nossa Alma e que para escutá-La, precisamos de silêncio. E ainda, como sonoro exemplo, estes Mestres singelos em suas vestimentas e moderados ao se alimentarem, eram movidos por atitudes simples. Na sociedade em que vivemos, os mestres do “interessado” e atual sistema, são mestres barulhentos, soberbos, orgulhosos e brilhantes, mestres que estimulam seus seguidores a buscarem riquezas materiais, a ficarem atrativos, famosos, ligados e “eternamente jovens”. Eles vendem uma idéia de felicidade condicionada à importância da informação fabricada sobre “tudo o que acontece” a nossa volta e em volta do mundo da fama. A fama pode ser qualquer coisa que nos faça sentir importantes e melhores do que alguma coisa ou alguém. Segundo seus exemplos, devemos estar atualizados mesmo que o … Ver mais…

Palestra Corpo e Alma – USJL – Semana da Mulher

Escrito em: 9 de Março de 2010 por Gisele de Menezes

A pedido do professor, profissional da saúde e amigo Félix G. da Costa, estarei falando sobre um assunto que muito me agrada. A palestra Corpo e Alma será no dia 10/03/2010, na unidade de saúde Jardim Leopoldina em Porto Alegre. Tópicos que serão abordados – A visão do corpo sutil, de acordo com os ancestrais Rishis – sábios videntes dos Vedas*. Abordagem embasada no Sanatana Dharma – Verdade Suprema. Vórtices de consciência do corpo e suas qualidades. Alma – O corpo, a mente e os sentidos emanam dessa Inteligência interior. Você sabe onde está sua Alma? Por que facilmente nos desconectamos da Fonte interior de Paz? Onde Eu estou? Entenda que a mente não é problema, ela é a solução. Uma prática científica para perceber os efeitos do pensamento. Saiba porque é importante meditar. Enxergue o processo no qual vamos aceitando as “verdades absolutas” e a partir desta crença, adoecemos. Um conto sobre meu encontro com um ser de outra dimensão. E para finalizar, uma breve meditação. * Vedas, palavra sânscrita que significa conhecimento. Os Vedas são os mais antigos escritos religiosos e filosóficos indo-europeus de que se tem conhecimento.

Informe Publicitário

Escrito em: 3 de Agosto de 2009 por Gisele de Menezes

Estive assistindo televisão um dia desses, era uma sexta-feira de Lua Crescente. O programa que não poderia deixar de ver me foi indicado por alguém que conheci, a pessoa teve problemas diretos com o assunto em questão e pediu que assistisse. Senti um chamado para sentar na frente do aparelho e ver como as pessoas estão alimentando seus olhos e seu intelecto. Fiquei chocada! No início, curiosa pela oportunidade de ver as coisas com a visão dos outros, sabe-se lá quem são os outros, liguei o velho aparelho. Pode parecer bizarro, mas tive que disponibilizar um local para o evento, pois não possuo televisão. Preparei tudo, tomei banho, arrumei um confortável espaço e liguei o aparelho um pouco antes de iniciar o programa. Aproveitando o acontecimento, o fato de estar ali e disposta, observei um pouco da comentada novela do momento. Sobre artistas e apresentadores, pareceu-me que a maioria estava com máscaras de plástico. Alguns não mexiam com a boca de forma natural e não expressavam muito bem sua força, pareciam frágeis e tristes, outros se pareciam muito com a figura da fera no clássico “A Bela e a Fera” de Walt Disney, que foi filmado ha um tempo atrás. … Ver mais…

  1. Páginas:
  2. 1
  3. 2
  • Etiquetas